acrescimento

ou a sabedoria do caracol

A terra dos sonhos…

O medo, aliado ao alheamento (coletivo) é uma poderosa arma de manipulação de massas.

Há que despertar consciências…

Como? É óbvio que não há milagres. Este fenómeno generalizou-se, com a conivência dos media e a acomodação das mentes ao facilitismo de não pensar: é muito fácil deixar-se conduzir, e a inércia para o combate é muito grande, uma vez instalado o conforto (mesmo que conscientemente artificial).

Mas iniciativas como a que a APORDOC (site e facebook) começou este mês, em parceria com o Espaço Nimas, em Lisboa, lançam pequenas mas consistentes achas para a fogueira da tão necessária revolução de mentalidades: a apresentação de documentários sobre a Islândia, em que ontem foi a vez de “Dreamland” (ver aqui o site do documentário e um artigo de blog, em inglês, com direito a trailer aqui).

 

Na semana passada, como já tinha aqui referido a propósito do artigo sobre a conferência de Serge Latouche, foi exibido o primeiro documentário desta série de 4 sobre este país que, segundo o folheto de divulgação do evento, “devia ser o ponto de fuga” na observação da Europa. Intitula-se “Future of Hope” e sobre a sua exibição no Nimas pode ser lido um excelente artigo de um “blogger” português aqui (têm lá uma ligação para o trailer).

O primeiro documentário tinha um cariz mais virado para os problemas sociais e económicos, focalizando-se nas ações que desabrocharam fruto da resiliência de indivíduos e da comunidade em si. Já o segundo, transmite uma intensa mensagem de alerta comum às mensagens com um cariz fortemente ecológico.

Tal como dizia ontem a impulsionadora do projeto, Maria João Taborda, podemos identificar-nos com a informação disponibilizada ou, pelo contrário, insurgir-nos contra ela ou contra o modo como ela nos é apresentada. Mas o essencial é abrir fendas na muralha da indiferença apática e generalizada que se gerou com a preguiça mental induzida na sociedade do crescimento que, sufocantemente, reina nos dias de hoje…

Faltam dois documentários para finalizar este ciclo dedicado à Islândia. Pena é que não vou poder lá estar… Mas certamente encontrarei bons pontos de âncora para vos deixar um tributo no final.

Anúncios

No comments yet»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: