acrescimento

ou a sabedoria do caracol

Arquivo de Maio, 2013

Agricultura: Plástico Biodegradável

PlasticoBiodeg

Ora aí está uma boa notícia: mais uma gota para o oceano da mudança.

E é sempre bom saber que há projetos (portugueses!) que se dedicam a aplicar o conhecimento e a tecnologia atuais na criação de novos materiais biodegradáveis, substituindo materiais à base de petróleo, sem prejuízo do objetivo final da aplicação e adaptando-os às necessidades locais.

Agora (só…) resta a divulgação, a mentalização e a opção consciente: mesmo que com alguns custos adicionais hoje em dia, há que acreditar que isto é o futuro.

“Um dos objectivos centrais do projecto é quebrar as barreiras comerciais ao plástico biodegradável, que responde actualmente por apenas 1% do total utilizado na agricultura. “Até agora, não se conseguiu impor, porque está pouco divulgado”, diz Paulo Azevedo. Um dos problemas é o preço, dado que as matérias-primas são mais caras do que o petróleo. O director-geral da Silvex chama a atenção, porém, para a existência de uma comparticipação de um terço dos custos com os plásticos biodegradáveis, numa linha de apoio europeia dirigida a organizações de produtores.”

Para ler o artigo inteiro, ver aqui.

Anúncios

A Transição no Maria Matos

Outubro de 2012… Como o tempo passa.

Mas em boa hora surgiu esta oportunidade de retomar este espaço de divulgação. Quanto mais não seja, faz-me bem à alma 😉

E por falar em tempo… é hoje, é amanhã e tenho deixado escapar belíssimas oportunidades de ouvir falar no tema da Transição.

No Maria Matos. Até julho. (ver aqui)

MariaMatos_Transicao

Tirando partido das ferramentas da globalização para me ajudar, fiz uma pesquisa na internet sobre a senhora de hoje (ela a falar lá e eu aqui, a pesquisar sobre ela…).

Tema: comida! Não, não é só fome. É sério. Muito sério. Conhecem o termo “sitopia”?

Sitopia

Ora então espreitem o site de Carolyn Steel, uma arquiteta empenhada em usar a comida como denominador comum para uma discussão assertiva sobre qual as cidades dos dias (conturbados) de hoje.

Fica aqui também aquilo que penso ser o que ela está a apresentar no Maria Matos, enquanto eu redijo este artigo sobre ela e o seu trabalho… Enjoy!