acrescimento

ou a sabedoria do caracol

II.i

a revolução do decrescimento

“Todos, ou quase todos, concordam, mas ninguém ousa dar o primeiro passo. Todos os regimes modernos foram produtivistas: repúblicas, ditaduras e sistemas totalitários, quer os seus governos fossem de direita ou de esquerda, liberais, socialistas, populistas, sociais-liberais, sociais-democratas, centristas, radicais ou comunistas. Todos consideram o crescimento uma pedra angular do seu sistema inquestionável (…) O que é necessário é muito mais radical: nem mais nem menos que uma revolução cultural, que deverá desembocar numa refundação da dimensão política.”

pp.48

“O decrescimento é, portanto, um projecto político no sentido forte do tema, o da construção (…) supõe um projecto fundado numa análise realista da situação.”

pp.49

Anúncios

No comments yet»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: